Como eles conduziram o Brasil à era aeroespacial

De wikITA

O livro descreve praticamente todas as etapas da conquista da indústria aeronáutica e espacial, como uma história completa, desde o sonho e realização de Santos-Dumont.

Da criação do avião, suas premonições sobre o futuro da aeronáutica no Brasil e como imaginava que seria realizado.

Na sequencia, Casimiro Montenegro Filho, igualmente sonhador, decide implantar uma escola de engenharia e um centro de operações para suporte e pesquisas, seguindo modelos dos EEUU. Conseguiu um resultado melhor, e seus engenheiros passaram a ser respeitados no mundo inteiro. A partir do ITA e CTA, como consequência do alto nível obtido.

Em pouco tempo, um grupo de engenheiros ali formados, comandados por um notável líder, Ozires Silva, se evolvem no projeto de construir o avião brasileiro e num intervalo de tempo inédito, montam o protótipo Bandeirante, que seria a célula mater da criação da Embraer, que em pouco tempo, firmou-se como uma das melhores empresas do setor no mundo. Tal fato é atestado pela escolha de Boeing em ter a Embraer como parceira num empreendimento novo na aviação comercial, já funcionando.

Mas a proposta plantada por Dumont, Montenegro e Ozires expandiu e já em 2010 foi introduzido o curso de engenharia aeroespacial, em plena atividade, com um grupo de engenheiros aeroespaciais já formado.

Essa história vitoriosa merece ser contada e divulgada para homenagear esse notável grupo de brasileiros envolvidos e também para engrandecer a autoestima de uma grande nação.


Academia Iteana de Letras

Ferramentas pessoais