Mário Rosenthal

De wikITA

Autor do desenho para o convite do Baile do Chacal de 1959.

Depois de formado cursou o mestrado em engenharia industrial na Purdue University em Indiana/USA.

No seu retorno foi professor da Divisão de Aeronaves e assumiu as funções do Prof Oswaldo Fadigas Fontes Torres quando este deixou o ITA em meados dos anos 60.

Foi nesta época que ele trouxe para o ITA dois professores argentinos que acabaram marcando época na escola: Alberto Ricardo von Ellenrieder e Sigfrido Carlos Mazza.

No final dos anos 60 se transferiu para a USP, com passagem pelas Faculdades São Judas Tadeu.

Nos anos 90 foi morar em Washington onde era consultor do BID.

Foi diretor do Banco Mundial por muitos anos.

Casado com Cláudia Behmer Rosenthal, tem três filhos: Denise, Mário Jr e Mariana

Faleceu em 14 de março de 2020

Depoimentos de colegas e amigos por ocasião de seu falecimento

Isak Kruglianskas (AEROV-63)

Estou triste e inconsolado. Conheci o Mario (Azulão) antes de entrar no ITA. Ele foi um dos meus estimuladores para a aventura de fazer o vestibular do ITA. Seu humor refinadíssimo, assim como sua inteligência e cultura deixam muita saudade. Uma ocasião eu lhe contei uma piada e alguns dias depois enquanto saboreávamos uma cerveja com alguns outros colegas do ITA ele começou a contar uma piada, com tanta criatividade, que eu só reconheci que era a piada que eu lhe havia contado dias antes quando ele chegou ao desfecho da narrativa. Este era o nosso querido Mário que deixou duas filhas maravilhosas (Mariana e Denise) e sua fiel, delicada e dedicada companheira, Cláudia, com quem me solidarizo neste momento de dor.

Nivaldo Laguna Ciocchi (ELE-63)

Rosenthal... Nunca me esqueci do show do ITA em que ele apresentava um mágico fracassado. O número era inspirado num filme famoso na época chamado 'Europa à Noite'. No filme, nenhuma mágica dava certo, a não ser a última, quando o homem foi tirando ovos da boca. O Rosenthal apareceu em cena com uma cara esquisitíssima (mais ainda que o normal) e apresentou o número com maestria. Eu, que conhecia o filme, pensei "será que ele também vai tirar ovo da boca?". Não é que tirou mesmo? Ele aparentou um esforço de parto e o ovo foi saindo. Sucesso total! Dia seguinte, perguntei a ele qual tinha sido o truque. "Truque nenhum, respondeu. Estava o tempo todo com o ovo na boca..."

Grande Rosenthal...

Eli Nunes (AEROV-63)

Estou triste...
Mário foi da turma 62, à qual eu pertenci antes de meu trancamento de matricula.
Sempre feliz, irônico e gozador, era uma alegria encontra-lo.
A ultima vez que o vi foi no lançamento dum livro do Pedro Luiz.


Turma de 1962

Professores do ITA

Ferramentas pessoais