Marcos Olandoski

De wikITA

imagem:MarcosOlandosky.jpg

O Marcos Olandoski é sócio proprietário da empresa Dataprom em Curitiba, que atua na área de mobiidade urbana.

Além disto sempre se interessou por ciências médicas. A partir de um e-mail dele para o Mauro Taschner (ELE-66) discutindo detalhes da pandemia de COVID-19 ao qual o Rivaldo Tamiazzo (ELE-65) teve acesso, este fez algumas perguntas ao Olandoski e a resposta foi tão relevante que o Rivaldo Tamiazzo pediu para que fosse publicado na wikITA.

Transcrição da resposta de Marcos Olandoski a Rivaldo Tamiazzo datada de 04 de maio de 2020:

Caro Rivaldo

Sempre estudei muito medicina desde os tempos de estudante. Tínhamos no apartamento todos os livros padrões do curso de medicina, anatomia, fisiologia, biologia, neurologia.

Ao longo de toda vida assinei as principais revistas científicas. Como professor orientei muitas teses de eletro medicina pois a UTFPr tem os cursos de pós graduação em eletro medicina e curso de graduação em radiologia.

Podemos dizer que é um misto de hobby permanente ao mesmo tempo que usei os conhecimentos como professor.

Uso como referencia os sites da Johns Hopkins, Clinica Mayo, Universidade de New York. Como atualização diária Medscape que enviam dois ou três emails por dia.

É uma ciência muito parecida com a eletrônica. Muitas dúvidas, evolução rápida, muito desconhecimento, muitos protocolos empíricos.

Conhecendo o todo e tentando se manter atualizado, fica-se impressionado com o desconhecimento da maioria dos médicos. Claro que temos uma boa percentagem que tem conhecimento, mas uma percentagem maior que conhecem somente o seu dia a dia.

Hoje o campo que mais se desenvolve é a biologia molecular, que envolve muita computação. O atraso na entrega dos exames é devido à falta de computadores de alta velocidade para comparar o genoma da amostra com os 5 genomas do coronavírus. No momento temos 5 tipos de coronavírus. Até o final da pandemia este número irá aumentar. A máquina que produz o arquivo do genoma demora para o genoma ativo somente, em torno de 1 hora e 10 minutos. O arquivo gerado tem em torno de 6 GigaBytes.

Acompanhando o desenrolar da COVID-19 tiramos a conclusão que o conjunto de todos os países estudaram o assunto atrasado, somente no final de Março.

Quando da H1N1, a gripe aviária tinha um único grande especialista na Universidade da Califórnia. Este professor era motivo de gozação nos meios científicos. O único médico estudando doença de aves. Quando a pandemia apareceu, ele tinha o Tamiflu pronto.

O atraso foi somente o tempo de colocar o Tamiflu na linha de produção. Mas houve muitos óbitos em Curitiba antes de começarem a entregar o Tamiflu. Como conseguiram encontrar em torno de 10mil voluntários que se ofereceram para serem contaminados, acredito que o desenvolvimento da vacina será muito rápido.

O maior patrimônio da Dataprom é o centro de controle, que muito consideram o melhor do mundo. Realmente o centro integra controle total de trânsito, com controle de ônibus, parte financeira, e parte operacional, controle de câmeras, fixas e móveis. É um desenvolvimento de pelo menos 20 anos.

Abraços

Olandoski

Links externos


Turma de 1969

Ferramentas pessoais