Mauricy Aírton Terra

De wikITA

CARTA ABERTA A PREFEITA MICARLA DE SOUZA

(Fevereiro de 2012)

Exma. Sra. Micarla de Souza, digníssima prefeita de Natal

Fui eleitor da senhora, não que tenha votado com convicção, mas sim por falta de alternativa.

Do inicio da sua gestão até hoje tenho passado por decepções e mais decepções com a sua conduta. Infelizmente, a senhora também não estava preparada para assumir uma posição tão importante, o que tem sido comum na política do nosso país. Deveria ser obrigatório, no mínimo, que um candidato a uma função executiva fosse graduado em um curso de administração publica, de uma escola de bom nível, para ocupar tal função.

Até que o seu secretariado, de inicio, aparentemente não foi mal escolhido, entretanto, devido a falta de coordenação, uma grande falha sua, ele não apresentou o rendimento que seria de esperar.

E a senhora passou a fazer inúmeras substituições como se a falta de realizações fosse culpa exclusiva dos seus secretários. Senhora prefeita, quem tem o mínimo conhecimento de administração sabe que é função do líder dar todas as condições de trabalho para os subordinados. Mas, a senhora não fez nada disso!

A SEMOB, por exemplo, teve em menos de um ano 3 secretários. O secretário era substituído antes de esquentar a cadeira e conhecer a burocracia do sistema. Alguns projetos, como o Via Livre, que chegou a funcionar quando implantado, depois de algumas substituições foi, aparentemente, abandonado, pois hoje, tanto na Rua Jaguarari como na Afonso Pena, encontram-se normalmente vários carros estacionados aonde não é permitido. Ninguém fiscaliza mais! Os amarelinhos sumiram! E se não há fiscalização, como hoje não há, ninguém respeita as placas de transito.

E isso é válido para Natal, para São Paulo, Paris, Frankfurt, New York, e qualquer cidade do mundo.
Um grande número de motoristas só obedece às normas de transito, quando há fiscalização e quando a multa pesa no bolso. Isso é normal.
Lembro que quando morava na França, na década de 80, ia com freqüência à Barcelona, por questão de trabalho. Lá observei que os alemães que respeitavam as normas de trânsito em seu país, quando chegavam em Barcelona deixavam o carro em cima das calçadas. Como naquela época era difícil cobrar multas de um país para outro (antes da formação da Comunidade Européia) alguns alemães se aproveitavam desse fato.

Mas quando a comunidade de Barcelona resolveu guinchar os carros, o pessoal passou prontamente a respeitar.

Senhora prefeita, após três anos da sua gestão é visível o abandono da cidade.
Por isso se coloca aqui a pergunta: A senhora gosta da cidade de Natal?
Aparentemente não! Pois a cidade está abandonada; lixo por todo canto, buracos em todas as ruas, trânsito caótico em alguns bairros, iluminação faltando em vários pontos, o que aumenta a insegurança da população e dos turistas. O telefone 0800 para comunicação de problemas na iluminação publica não funciona mais. Os outros telefones da SEMSUR também não. Segundo dizem foram cortados por falta de pagamento! É um caso inacreditável.

A senhora nunca anda pela cidade? Deveria fazê-lo!
Apesar da beleza das nossas praias, Natal nunca teve uma orla bem cuidada. Mas, ela nunca foi tão descuidada, tão suja, tão esburacada e cheia de lixo espalhado por todo canto como é hoje.
Começaram a instalar também barracas clandestinas nas praias e ninguém faz nada, apesar das denuncias feitas aos órgãos de fiscalização.
Normalmente as cidades de praia têm muitos jardins. Natal, ao contrário tem pouquíssimos jardins, e os poucos que existem estão abandonados. Conhecemos um empresário disposto a adotar os jardins na orla de Areia Preta, mas a SEMSUR até o momento não mostrou nenhum interesse em estabelecer um contrato com ele.
Apesar de cuidar tão mal da cidade, a senhora aumentou significativamente o IPTU no primeiro ano, sob a forma disfarçada de redução do desconto, para pagamento a vista, e não mostrou nada que justificasse isso, como foi comentado acima, pois a cidade está doente.

Senhora prefeita, a nossa cidade aparentemente só tem o turismo como saída, pois não tem muitos recursos primários, não tem indústrias, e o crescimento do comercio também irá depende muito do turismo. E para o turismo de Natal, que é dependente da praia, seria muito importante ter uma orla impecável, mas o que se observa, é justamente o contrário. É a orla mais degradada de todas as capitais do nordeste;

  • Calçadões mal acabados e cheios de buracos.
  • Guarda corpos mal feitos e em vários trechos quebrados
  • Mato crescendo nas calçadas
  • Lixo por todo canto e inclusive na areia da praia.
  • Água servida e esgoto caindo na praia.
  • Falta de sanitários
  • Além disso, a segurança está lastimável!
  • Turistas que circulam pela praia, ou que tentam tirar fotos na mesma são assaltados.

A pior propaganda negativa para a cidade é a desses turistas assaltados. Segundo estudos, quando alguém fica contente com uma empresa ele divulga seu contentamento a dois amigos.
Por outro lado se ele fica descontente com o atendimento de uma empresa por um motivo qualquer, ele divulga seu descontentamento para pelo menos dez pessoas amigas.
O mesmo deve ocorrer com relação a problemas que ocorrem durante uma visita à cidade. Portanto, tire suas conclusões.
Estamos no ultimo ano do seu mandato, felizmente, e penso que ninguém espera mais nada da senhora.
As pesquisas de opinião têm mostrado que a avaliação do seu governo é muito ruim, mas, pesquisa é pesquisa e eleição é eleição. Se a senhora quiser saber realmente a avaliação do povo, só se candidatando de novo. Mas, será que vale a pena a possibilidade de passar por um grande vexame? Com a palavra a senhora.

Boa sorte para todos nós neste restante de ano.

Atenciosamente,

Eng° Mauricy Airton Terra

Links externos

Resumo do TG

Relatório sobre a Via Costeira de Natal parte 1

Relatório sobre a Via Costeira de Natal parte 2


Turma de 1962

Ferramentas pessoais