Waldemar Martins Aydar Júnior

De wikITA


Publicado no site Catanduva na Net em 11 de novembro de 2014


Faleceu nesta segunda feira 10 de novembro aos 70 anos o engenheiro mecânico Waldemar Martins Aydar Júnior, atual secretário de Finanças da Câmara de Catanduva e servidor da Casa desde 1998. Nascido em Guapiaçu em 17 de janeiro de 1944, filho de Waldemar Martins Aydar e Albertina Peres Aydar, ganhou o título de “pai da antena parabólica no Brasil”.

Com trajetória profissional invejável, Waldemar iniciou os estudos no Grupo Paulo de Lima e, posteriormente, no Instituto Barão do Rio Branco. Cursou engenharia mecânica no ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica, trabalhou em multinacionais como a Volkswagen, Avibras Aeroespacial e Tecnasa, e era oficial da reserva da Aeronáutica.

Foram deles os projetos das primeiras antenas parabólicas do Brasil, além da supervisão da instalação da primeira antena no estado do Amapá – que permitiu a transmissão via satélite da Copa do Mundo. Waldemar Aydar também supervisionou a elaboração do projeto técnico de um avião subsônico que acabou sendo utilizado na Guerra do Golfo.

Transitou entre as empresas multinacionais francesas e italianas que se envolveram no consórcio que deu origem ao projeto Sivam – Sistema de Vigilância da Amazônia, nos anos 1990. Não à toa tinha fluência na língua inglesa, francesa e italiana. Com problemas surgidos na época, desligou-se da carreira internacional e voltou para Catanduva.

Aprovado em concurso público da Câmara de Catanduva em 1997, Waldemar Aydar assumiu o cargo logo no ano seguinte e atuou como tesoureiro até 2013, quando se aposentou. De lá pra cá, assumiu a função de Secretário de Finanças do Legislativo.

Vencido na luta contra um câncer, Waldemar deixa três irmãos, Valmi, Vera e Valério, três filhos, Flávia, Isabela e Rafael, e três netos, além da esposa Paula Maria Lapera Aydar.


Links externos

Resumo do TG


Turma de 1967

Políticos Iteanos

Ferramentas pessoais